quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

A relação do Brasil no BRICS


                             A relação do Brasil no BRICS





Na economia BRICS é uma sigla que se refere a países emergentes, o que significa que teve um desenvolvimento econômico.
Países que formam o BRICS: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que foi o último país a entrar, a sigla está na língua inglesa por tanto África do Sul  é o S de South Africa.
Esses cinco países são um novo símbolo da mudança no poder econômico global, distanciando-se das economias desenvolvidas do G7 em relação ao mundo em desenvolvimento.
Muitos dizem que serão um novo eixo na economia e as novas potências mundiais.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/BRICS

Mais vocês acham que realmente esta sigla está correta?
O Brasil é um país no qual suas exportações se restringem a itens básicos, por tanto sua limitação é enorme em relação à China e Índia, esses países se distanciaram muito daquelas antigas fontes de bens primários. A china exporta em massa produtos e serviços de qualidade. É evidente que o Brasil está longe de ser uma potência mundial, mas de alguma forma nos igualamos a partir de uma invenção do sistema financeiro. A única coisa que pode parecer igual com a China é o tamanho, porque no restante estamos longe, em um ano crescemos 1/3 do que cresceram as potencias ocidentais, tudo bem que na crise de 2008 acompanhamos a queda, uma recessão do ocidente, ainda que numa intensidade menor e esse mesmo ambiente de forte desaceleração aconteceu agora no final de 2011.
Como nossas exportações se concentram em itens básicos, somos menos diversificados do que éramos há dez anos, a substituição dos EUA pela China não trouxe vantagens em nada. O peso do Brasil no comércio é residual e vem caindo, respondemos por 1% do fluxo comercial global.




Se quisermos ser potência, temos que mudar nossa maneira de agir, temos que diversificar não apenas nos limitar a itens básicos, devemos abrir nossos olhos para não ficar na ilusão.
Você pode está pensando, mais o Brasil cresceu muito, conquistou a copa(2014) as olimpíadas(2016) e as pessoas estão comprando mais. Sinto muito em decepcioná-lo, com a vinda desses eventos de classes mundiais obrigaram ao Brasil construir lugares para as competições e isso requer milhões de investimentos que poderiam ser utilizados em saúde, educação, saneamento básico e em muitos outros lugares que necessitam de investimentos, um bom exemplo são as tragédias que se repetem aqui no Rio de Janeiro, Minas Gerais e em muitos outros estados, nada foi feito desde o ano passado.
E outra, a inflação fechou o ano com 6,50% e a inadimplência teve o maior aumento em 9 anos, segundo o Serasa a taxa cresceu 21,5% em 2011 em relação ao ano anterior. Resumindo, as autoridades enfatizam dizendo para a população comprar e a povo acredita e sai comprando sem saber como pagar.

Um comentário:

  1. muito boa postagem...meus parabéns!!!! É uma ótima informação e tenho certeza que muita gente desconhece!

    ResponderExcluir